Posts

A tecnologia não para de nos surpreender. Até o século passado, o dono de uma loja fazia uso de sua sensibilidade para tomar conhecimento do universo limitado dos clientes, reconhecendo, por exemplo, as suas emoções. Hoje, usam tecnologias aprimoradas que conseguem dar conta de mais de dezenas de lojas.

Nesse sentido, uma tecnologia que tem chamado à atenção de muitos empresários é a detecção facial, algo que era feito por pessoas, vale dizer, ainda que com outras finalidades. Basta lembrar-se dos famosos espiões (pessoas que ficavam observando outras, bem como o seu trabalho e forma de vida).

A detecção facial, para quem ainda não sabe, é uma tecnologia de observação eletrônica (câmeras) que tem por objetivo identificar uma série de reações nas pessoas como, por exemplo, tristeza e alegria. Ela tem sido muito utilizada nas lojas de diversos ramos do mercado: vestuário, calçados, venda de madeiras, venda de carros, etc. Mas, e então, se ainda não adotou essa solução, acompanhe a leitura e conheça algumas razões que vão te fazer mudar de ideia. Se duvida disso, confira a seguir!

Leia mais

Técnicas de coleta e análise de dados são usadas para estudar comportamentos de clientes e aumentar estatísticas de consumo. Em lojas físicas, mapas de calor, digital signage e reconhecimento facial, por exemplo, podem ser investidos para alavancagem de vendas.

Leia mais

Nas compras no varejo, há diversos termos para diferenciar os mais variados tipos de compradores. Os termos shopper, cliente e consumidor não possuem o mesmo significado para os gestores e estudiosos desse mercado. Algo de extrema importância é saber identificar cada um deles para executar as ações corretas e obter bons resultados.

O shopper marketing classifica o shopper como o indivíduo comprador, aquele que de forma efetiva compra um produto, ainda que não seja para o próprio consumo. É possível entender o shopper, então, como aquele que interage com o vendedor e leva o produto.

Leia mais