Felizmente, o Brasil mostra sinais de se recuperar da crise. Segundo uma pesquisa da CNC , o varejo especificamente, irá chegar, em fevereiro de 2020, aos índices alcançados antes da instalação da crise que assolou o país. É uma ótima notícia para um país e um setor que estão finalmente se recuperando.

Mas esta recuperação apresenta uma grande oportunidade. Com o aumento dos índices e uma economia mais forte, é preciso decidir o que fazer com o novo recurso. Segundo uma pesquisa da Deloitte, o investimento em novas tecnologias é uma das prioridades para 2020. Na verdade, os gestores julgam que isso é tão importante, que devem aumentar o investimento mesmo que ocorra uma surpresa e os indicadores retornem mais baixos que o esperado.

Isso mostra a preocupação com o crescimento do negócio e a certeza de que a tecnologia pode trazer altos retornos para as empresas. Afinal, todo negócio que crescer e para isso, é preciso investir.

Como o varejo pode aproveitar o crescimento para investir em tecnologia?

Em especial, o varejo tem grandes oportunidades de investimento em tecnologia. Para ser eficiente e vender mais, conhecer bem o cliente é uma forma essencial de otimizar a sua jornada de compra.

Por exemplo, é sabido que o smartphone faz parte de qualquer experiência de compra. Mesmo que o usuário faça uma compra no varejo físico, ele acessa o celular para fazer pesquisas, comparar preços ou mesmo conferir resenhas e opiniões sobre os produtos. Então, os clientes sempre navegam nas lojas com o celular na mão.

Um varejo que oferece um Wi-Fi, tem acesso a informações que podem ajudar a conhecer melhor o cliente, de forma totalmente contextualizada. Ou seja, é possível fazer promoções nas redes de display de acordo com o que ele está procurando. São diversos os incentivos que esta tecnologia permite que o varejo ofereça na tela do celular dos clientes.

Além disso, as informações não se limitam ao cliente, mas também ao seu comportamento e interação com a loja. Por exemplo, combinar soluções de fluxo de pessoas, com o mapa de calor permite que o varejo encontre as áreas mais procuradas. Isso permite tomar uma série de ações estratégicas, como a promoção de certos produtos ou uma disposição da loja que seja mais próxima do ideal.

Outras soluções ainda mais diretas, como o reconhecimento facial, permitem não somente reconhecer o cliente, para agilizar o pagamento e, até mesmo, entender o seu humor. Este último ponto é muito interessante, pois você pode avaliar o grau de satisfação da loja ou de determinado produto, ou promoção, de acordo com a expressão do cliente.

Com tantas soluções de tecnologia à disposição, as empresas do varejo tem grandes oportunidades. Mas é preciso tomar um certo cuidado. É importante avaliar a infraestrutura, instalação e calibragem de todos os equipamentos. O mais importante é que a operação esteja totalmente alinhada aos objetivos do Marketing e Vendas, de modo que os resultados possam ser os melhores possíveis para a demanda específica de cada empresa.

Então, quer conhecer soluções tecnológicas que podem ser uma grande oportunidade para o seu varejo? 

Basta preencher o formulário abaixo para que possamos entrar em contato.