como-identificar-o-shopper-que-entra-na-minha-loja

Nas compras no varejo, há diversos termos para diferenciar os mais variados tipos de compradores. Os termos shopper, cliente e consumidor não possuem o mesmo significado para os gestores e estudiosos desse mercado. Algo de extrema importância é saber identificar cada um deles para executar as ações corretas e obter bons resultados.

O shopper marketing classifica o shopper como o indivíduo comprador, aquele que de forma efetiva compra um produto, ainda que não seja para o próprio consumo. É possível entender o shopper, então, como aquele que interage com o vendedor e leva o produto.

Entenda essas diferenças e saiba como identificar o shopper!

 

Shopper: como identificá-lo na sua loja

É muito importante saber identificar o perfil do shopper para que o vendedor possa agir para chamar a atenção desse comprador. As ações que têm esse objetivo são chamadas de shopper marketing. Há conteúdo sobre isso mais adiante. Agora, para não esquecer, shopper é aquele que:

  • se dirige ao ponto de venda;
  • interage com o vendedor;
  • efetivamente compra um produto;
  • possui tanto o poder de decisão quanto de compra.

 

A grande diferença entre o shopper e o consumidor

Como é simples de perceber, assim como o shopper, o consumidor também é atraído pelo ponto de venda, porém, não é o indivíduo que efetiva a compra, por mais que esteja interessado. A decisão, então, fica por conta do shopper, por isso, a principal diferença é o poder de compra.

 

Práticas de shopper marketing

Não basta apenas identificar aquele com o poder de compra, é preciso adotar estratégias para chamar a atenção desse tipo de cliente. Uma prática de shopper marketing bastante eficaz é alterar o posicionamento dos produtos de sua loja. Por exemplo, deslocar aqueles produtos mais comprados para o fundo da loja, proporcionando a visualização de mais mercadorias e, por consequência, mais compras.

 

São formas tecnológicas de captar mais shoppers:

  • Wi-fi: baseado na captação de dados para contato e também estabelecer o perfil do shopper.
  • Contagem de fluxo de pessoas: dispositivos localizados na entrada da loja que ajudam a contabilizar clientes e relacionar com a quantidade de vendas, obtendo dados concretos para ações futuras.
  • Mapa de calor no ponto de venda: outra tecnologia, a qual demonstra as partes da loja que mais chamam a atenção dos clientes.
  • Detecção facial: mapeia os clientes na sua interação com a loja e também os produtos.
  • Digital signage: telas para apresentação de mídia digital, usadas para reforçar a marca e também chamar a atenção dos clientes.

E, por meio de Data analytics faz-se o levantamento do máximo de informações captadas de diferentes formas, usadas para antecipar ações e estabelecer as melhores estratégias.

Além disso, valorizar o consumidor também é interessante, pois ainda que ele não tenha o total poder de decisão, pode influenciar a jornada do shopper. Por exemplo, uma família com crianças, na qual os pequenos são consumidores que podem influenciar diretamente os pais, aqueles com o poder real de compra.

 

Conheça seu shopper, execute ações dirigidas e ofereça uma experiência fluida e memorável.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *